Crivella, queremos o Meio Ambiente de volta!

No Halloween, Marcelo Crivella deu um presente assustador para a cidade: numa canetada, rebaixou a já desprestigiada subsecretaria de meio ambiente para uma mera coordenadoria, dentro da secretaria de conservação. Tudo isso para fortalecer o titular da pasta, Jorge Felippe Neto (DEM), indicado por seu avô, Jorge Felippe (PMDB), presidente da Câmara de Vereadores.
Com essa medida, o meio ambiente perde ainda mais força. O coordenador da área (que ainda não foi nem definido) não terá autonomia para tocar nenhum projeto e nem investir recursos!
Tudo terá que passar por uma aprovação superior, dentro de uma secretaria que tem como uma de suas principais funções tapar buraco. O meio ambiente virou uma espécie de "Rainha da Inglaterra" carioca: tem nome, mas não manda em nada!
O Rio tem a maior floresta urbana do mundo e, em 2012, tornou-se a primeira cidade do mundo a receber o título da UNESCO de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural. É inadmissível que o meio ambiente seja tratado com tanto desprezo pelo prefeito, apenas para satisfazer arranjos políticos.
Vamos inundar a caixa postal de Crivella e exigir que ele revogue imediatamente o decreto. O meio ambiente deve ser levado a sério. Pressione!

Mostre que você está do lado do meio ambiente. Envie seu e-mail!

Quem você vai pressionar (2 alvos)
    Como funciona?
    1. Estamos conectando com o alvo da vez...
    2. Assim que alguém atender do lado de lá, vamos te ligar
    3. Quando você atender, conectamos as ligações
    4. Agora é com você, hora de pressionar!

    0
    pressões feitas



    [ Em menos de 10 meses Crivella sacaneou o meio ambiente -,
    que não é só recurso natural, mas também econômico - duas vezes. ]
    COMO ERA ATÉ 2016

    Secretaria Municipal de Meio Ambiente - SMAC
    • Autonomia política
    • Autonomia para pensar projetos
    • Autonomia para ordenar despesas

    COMO FICOU EM JANEIRO

    Virou uma subsecretaria dentro da SECONSERMA - Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente
    • Pouca autonomia política
    • Pouca autonomia para pensar em projetos
    • Autonomia para ordenar despesas

    COMO FICOU APÓS O DECRETO

    Virou uma coordenadoria geral
    • Não tem autonomia política
    • Não tem autonomia para ordenar despesas
    • Tudo tem que passar por aprovação superior, além de disputar prioridade com outras áreas





    O Rio de Janeiro, que sediou os dois maiores eventos de meio ambiente do mundo nas últimas décadas, a Eco-92 e a Rio+20, agora dá um passo para trás ao transformar a Secretaria responsável pelo meio ambiente em uma coordenadoria. É por isso que o Meu Rio, que no passado defendeu o código de legislação ambiental, entre outras inúmeras campanhas, e reconhece a importância fundamental do meio ambiente para a cidade, quer que o prefeito revogue o decreto nº 43915.

    Boralá, todos juntos pelo Rio!


          

    contato@meurio.org.br
    (21) 3079-1333